Manifesto da Gaveta!

Manifesto da Confraria dos Bardos

“Tire o texto da gaveta!”

Convocamos, você, escritor, a abrir sua gaveta, recolher cacos e fragmentos de tempo e personalidade perdidos entre os grampos retorcidos e permitir que o mundo conheça todo o potencial retido nas palavras escritas com tanto esmero e espírito por você!
.
Como disse uma vez o compositor capixaba Sérgio Sampaio:
.
“Um livro de poesia na gaveta não adianta nada,
Lugar de poesia é na calçada”.
.
Entenda-se por poesia a literatura. Sejam versos, crônicas, romances ou contos. Sejam roteiros ou textos de gênero indefinível.O ideal da Confraria é fazer com que as palavras que se mantêm sólidas no papel voem. Voem por um momento, um instante. E depois se cristalizem nas páginas e nas mentes atentas, deixando o legado do que um dia foram. Mas antes de tudo, que as palavras voem. Pois só assim a literatura tem alguma pertinência!
.
.
Anúncios